Direito

- ANO LETIVO DE 2022/2023 -

De acordo com a estratégia de internacionalização da Universidade Lusíada e com as normas aplicadas pelo Gabinete de Relações Internacionais e Mobilidade (GRIM), estão abertas as candidaturas para a mobilidade extracomunitária, durante o período de 20 a 27 de abril de 2022, que deverão ser formalizadas mediante o preenchimento do formulário disponibilizado.

Para esclarecimento de dúvidas, os candidatos poderão contactar, em Lisboa, o Prof. Doutor João de Castro Fernandes (jpcf@lis.ulusiada.pt), diretor do GRIM, ou, no Porto, a Dr.ª Susana Ferreira (erasmus@por.ulusiada.pt), responsável pelo Gabinete de Relações Internacionais.

O acesso ao formulário de candidatura pressupõe a leitura e a aceitação de todas as normas abaixo descritas e, a partir daí, os estudantes estarão habilitados a candidatar-se a uma mobilidade.

Os candidatos deverão considerar os seguintes aspetos:

  • No Brasil e na Argentina, os semestres funcionam de forma diferente, tendo em conta que se situam noutro hemisfério. O 1.º semestre em Portugal coincide com o 2.º semestre na América do Sul, o que significa que os estudantes que escolherem o nosso 1.º semestre terão de estar já matriculados em julho. Em algumas universidades, existe a obrigatoriedade de pagamento de uma verba administrativa semestral.
  • Os estudantes que efetivamente concretizarem uma mobilidade terão uma redução no custo da sua propina mensal, excluindo os que recebem prémio de mérito, bem como todos os que beneficiam de uma bolsa do Estado português. Para mais informações, consultar, por favor, a sítio web do GRIM.
  • Tendo em conta a morosidade do processo de concessão de vistos de estudante para determinados países e de passaportes, assim que forem colocados, os estudantes deverão entrar em contacto com os respetivos diretores de faculdade e de instituto e com o GRIM (outgoing@lis.ulusiada.pt – Dr.ª Maria Ferrugento Gonçalves e Dr.ª Maria Meireles), para que lhes seja fornecida uma tabela de equivalências a ser preenchida.

Na Universidade Lusíada, o programa de mobilidade manterá as seguintes normas:

  • O estudante pagará uma caução de 70 €, cujo valor lhe será devolvido quando chegar ao país de destino. A desistência não implica devolução. Os estudantes devem ser rigorosos na confirmação da sua mobilidade ou na sua desistência. Desistências sem motivo de força maior têm um enorme impacto na gestão das vagas extracomunitárias, na Universidade Lusíada.
  • No ano letivo de 2022/2023, um estudante que desista da sua mobilidade a partir de 1 de junho não poderá voltar a candidatar-se no ano seguinte, ou, no caso de um estudante finalista, no semestre seguinte, se não apresentar um motivo de força maior.
  • A avaliação do estudante mantém-se segundo as regras do sistema ECTS, sendo que as notas da turma de origem são um elemento de referência crucial.

 

* Required
escort pendikmaltepe escort